Menu

Blog

Notícias

Interactivo

7 Pecados Capitais

Luso-Poetas

Sondagens

Neste momento não existe nenhuma sondagem activa...

Procura

no BlogSpot

Solis - 02Ago2014 14:19:00


Não há sobre a terra
amante como o meu:
inteiramente dedicado
estimula-me
aquece-me
envolve-me o corpo todo com centenas de braços
Sei, sempre, onde ele está
Sussurra-me palavras calorosas o dia inteiro

Diurna -  ele se vai e eu me desfaço em água
mergulho a noite profundamente
como se eu não existisse

Ele me chama calmamente com dedos finos
suaves
sensuais
a cada manhã

e sua força faz cada átomo do meu corpo reagir
entra-me pela narina
pela boca
pelos olhos
e me inunda toda de esperma cósmico

exalo poeira estelar
expiro estrelas após o gozo matinal
pairo sobre a cidade ainda sob radiação solar

estou também, dispersa pelo mundo.




Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2014/08/solis.html

100 Mil Poetas e Músicos Por Mudanças - 30Set2012 01:46:00


Eu não postei antes divulgando, mas para me redimir posto agora para dizer que foi um SUCESSO! Parabéns a todos os poetas e músicos que se apresentaram neste evento lindo! Flores!

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2012/09/100-mil-poetas-e-musicos-por-mudancas.html

Eduardo Lazaro - Passagens: DIÁRIO DAS QUATRO ESTAÇÕES - 10Set2011 23:20:00


Eduardo Lazaro - Passagens: DIÁRIO DAS QUATRO ESTAÇÕES: Uma andorinha só não faz verão. Bem, então eu lhes apresento quatro autoras que, juntas, nos presenteiam com o DIÁRIO DAS QUATRO ESTAÇÕES, ...

Sem palavras para agradecer tamanha doçura com as palavras. A mais bela divulgação do nosso evento, que ocorreu no último dia 27 de agosto. Não deixem de ler os poemas de Eduardo escritos especialmente para as autoras dos Diários das Quatro Estações!

Flores para Eduardo, flores para as autoras @>--


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2011/09/eduardo-lazaro-passagens-diario-das.html

Nós escrevemos diários! - 25Jun2011 20:43:00


Ano passado recebi um convite muito especial: escrever um diário para ser publicado. Convite aceito sem pestanejar, e agora faltando alguns passos para o lançamento, eu é que convido os leitores deste blog a não perder o Diário das Estações!

O lançamento será em agosto, mas veja uma prévia com a apresentação das autoras no blog da organizadora do lançamento: Francy's Oliva


Lunna, você sempre me presenteia com palavras ou convites!
Estão todas de parabéns! Flores @>--


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2011/06/nos-escrevemos-diarios.html

O amor em teu peito se petrificou - 13Mai2010 15:17:00


O amor em teu peito se petrificou
não olha para trás
não se desfaz
mas não pulsa mais

não dizes mais certas palavrinhas
que eram os nossos mimos
não me chegam aos olhos
nada do que vai em teu pensamento

ainda falo de mim
e percebo que não te interessas
pareço um disco arranhado
no toca-discos em que
baixaste o volume

o amor deixou meu peito em carne viva
nossas carnes febris
que ficaram para trás
não se desfaz
e ainda pulsa.

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2010/05/o-amor-em-teu-peito-se-petrificou.html

A casa da morte - 16Abr2010 00:15:00

Do outro lado da rua
Uma casa abandonada
Do outro lado da vida o que haverá?
Morrer não deve ser diferente de fechar os olhos
e abrí-los para um cômodo qualquer abandonado
no qual, nós mesmos
poremos a mobília de sonhos, de amor ou de dor
como nos aprouver.
Minha casa da morte
tem uma estante de livros de poesias
uma ?long chaise?
e ?Soleil levant? de Monet
no lugar de uma janela.
Uma concha para ouvir o mar
uma velha foto de família
e memórias
que ora choram, ora riem.
A morte é só
mais uma casa abandonada
esperando.


Poema publicado na revista Cultural Novitas nº 3.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2010/04/casa-da-morte.html

Desaguadouro - 14Dez2009 23:07:00

Estou desamando
em leito seco de rio
fazendo lama.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/12/desaguadouro.html

BLOGAGEM COLETIVA, Mário Gomes - 09Nov2009 11:13:00


Ação gigantesca

à Ana Maria Dantas

Beijei a boca da noite
e engoli milhões de estrelas.
Fiquei iluminado.
Bebi toda a água do oceano.
Devorei as florestas.
A Humanidade ajoelhou-se aos meus pés,
pensando que era a hora do Juízo Final.
Apertei, com as mãos, a Terra,
Derretendo-a.
As aves em sua totalidade
voaram para o Além.
Os animais caíram no abismo espacial.
Dei uma gargalhada cínica
e fui descansar na primeira nuvem
que passava naquele dia
em que o sol me olhava assustadoramente.
Fui dormir o sono da eternidade.
E me acordei mil anos depois,
por detrás do Universo.

(1º lugar no festivel Cearense de Poesias.)

* Mario Gomes é um poeta cearense, que infelizmente, hoje vive a perambular pelas ruas de Fortaleza devido à problemas mentais adquiridos durante uma vida de incompreensões e intolerância. Mário Gomes está com 62 anos.

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/11/blogagem-coletiva-mario-gomes.html

A morte do amor em poucos atos - 12Out2009 21:15:00






Acordou, disse "Bom dia"
Não me chamou de "amor"
Tomou o café distraído
Prioridades se interpondo
à minha frente
Fiz-me de parede
para não atrapalhar
e meus olhos eram espelhos
molhados
Disse, por fim, "Adeus"
"não me espere para o jantar"
Pouco amor estava ali
entre os restos do café da manhã
que joguei no lixo.

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/10/morte-do-amor-em-poucos-atos.html

Clausura - 16Jun2009 18:36:00

Sou um quarto fechado
com fotografias nas paredes
e espessas cortinas sobre os olhos
macio carpete de sofrimentos
para o andar descalço

Tranquei as portas deste corpo

Posso te ouvir bater
não me abro
Porque quero que me cerques
por todas as janelas e portas
impossíveis

Se conseguires entrar
ilumine os corredores
que tenho percorrido
tentando encontrar
a mim mesma

Deito na cama fria
das entranhas
e não durmo

Tua voz é o som da noite.

Especialmente para o blogue Rosa-dos-Ventos.



Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/06/clausura.html

Absolutamente só - 13Mai2009 22:01:00


Meu corpo ao deitar
é uma pedra leve
em lagoa profunda
nunca chega ao
fundo teu abraço
apenas a solidão
de águas me cobre
seu olhar iluminado
atravessa a escuridão
líquida
sem me ver
por dentro


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/05/absolutamente-so.html

Prêmio Symbelmine - 15Abr2009 17:58:00


Prêmio concedido pelo gracioso blog AstroSideral de Achernar.

"El PREMIO SYMBELMINE (no me olvides): Fue creado el 27 de Noviembre de 2008 por Maeglin del blog "Patio de los Senescales" al cumplir su primer aniversario en la web. Con él se pretende agradecer a los blogs premiados su trabajo y esfuerzo.
Los requisitos son:
1. Elegir 10 blogs o sitios de Internet que por su calidad, su afinidad o cualquier razón hayan conseguido establecer un vínculo que desees reforzar y premiar con un "no-me-olvides" y enlazarlos en el post escrito.
2. Escribir un post mostrando el premio, citar el nombre del blog o web que te lo regala y notificar a tus elegidos con un comentario.
3. Opcional: Exhibir el Premio en tu blog."


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/04/premio-symbelmine.html

Lusofonia - 19Mar2009 11:35:00



«Gosto de sentir minha língua roçar a língua de Luís de Camões»
Caetano Veloso


Palavras tuas, ou minhas.
Por naus ou jangadas levadas
Disseminam uma nova pátria
Menos tua menos minha, universal.

Gramática perfeita para sentimentos
Latinos, lusitanos ou africanos.
A bacanal de palavras portuguesas
Atravessa mares com apelo sensual.

Em Agostinho da Silva a lição
A crítica apaixonada de Gilberto Freyre
Sobre a cultura em si una e plural.

Diversos sabores de uma mesma língua
Como correntes marítimas a ligar o mesmo mar
Une-nos a língua à Portugal.

Poema escrito especialmente para a revista Nova Águia.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/03/lusofonia.html

Encontro com a poesia - 13Mar2009 00:29:00

Vou adiar meu encontro

Hoje com a poesia

Minha amiga inseparável

O mundo é hostil

Tenho de atender ao seu

Bruxuleante sinal

Para discutir coisas fúteis

E resolver assuntos que

Pra mim, não são importantes

Não demoro, prometo

Embora seja urgente

Quebra-cabeças da vida

Com bilhões de peças

Soltas, espalhadas no ar

Mas não posso desistir

Agora que estou só

Agora que cresci e estou só

À hora do cansaço

Voltarei para o aconchego

Das palavras doces

De meus poetas preferidos.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/03/encontro-com-poesia.html

Mar Amor - 02Mar2009 12:05:00



Saltei das pedras nas águas de Iracema
Nesse mergulho, amor, teu imenso abraço de mar me envolvia
Gota a gota o oceano vem transportando o teu desejo
Para num beijo marinho eu me banhar
E essa saudade vulcânica cria ilhas onde habitas
E paisagens longínquas que eu quero alcançar
E o que respiras sopra em meu rosto como brisa
Leve carícia que anseio
O cheiro teu que o vento trás
O som do teu riso num ruflar de asas
É a tua pele a fina areia em que eu me deito
São as pontas dos teus dedos que conduzem
As gotas salgadas que escorrem em minha pele
É noite e as luzes de Iracema não me impedem de ver
O céu de estrelas que tu anoiteces sobre mim.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/03/mar-amor.html

Carnaval de 2006 - 28Fev2009 12:12:00

Lá fora os sons do carnaval
Calam a mais sombria tristeza
Pierrô e Colombina dançam
No salão entre serpentinas

A fantasia está na rua
E salta e brinca e sorri
As bocas se beijam
E bebem muita cerveja

Hoje os brincantes
Só querem te levar
Para o meio da festa
Fantasiado de alegria

E você neste quarto
Fingindo não ouvir
Que a canção toca
O seu coração

Você não se maquila
E nem sorri para o espelho
Nem pega na mão dos mascarados
Para dançar no salão

Não distribui beijos
Aos passantes bêbados
Nem canta o verso
Mais alto que o companheiro

É carnaval e você
Vai dormir pesadelos
Pois na sua avenida
Espectros desfilam

Assombram sua alegria
Que fugiu com Arlequim
E está num bloco qualquer
De um carnaval que não é seu.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/02/carnaval-de-2006.html

Os sete pecados capitais do amor - 12Fev2009 12:17:00



Gula

O meu olhar
te engole e te bebe
desde tua sombra
até o que respiras

Inveja

Invejam os astros dia a dia
o brilho estelar dos teus olhos
e o sorriso nacarado
que observo sem piscar
provocas os deuses
com o tecido nobre de tua pele morena

Avareza

Não te empresto a um olhar sequer
Estou te acumulando
em memórias
só para mim

Luxúria

tens-me
lasciva e devassa
líquida
a escorrer pelo teu corpo
em forma de língua

Soberba

Têm brilho argênteo
nossas umidades
e os pêlos
luzem mais
que mil sóis

Preguiça

Arrasta-me
para fora da cama
se não me quiseres
Leva-me embora
Mas leva-me nos braços

Ira

Odeio este amor
que me extravasa
rasgando-me a pele
como a um papel.


Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/02/os-sete-pecados-capitais-do-amor.html

Selo Blog Aprovado + Os 7 pecados capitais confessados - 12Fev2009 11:05:00


Recebi este selo da querida Lunna Guedes do blog Acqua, e como condição aqui mais 6 blogues que indico:








Aproveito para postar também o Meme que a Lunna me passou a respeito dos 7 pecados capitais. Dulcíssima, aqui vai o inconfessável! rsrsr

Eis os pecados capitais:

Gula: comer além do necessário, excesso de comida e bebia.


Avareza: apego a bens materiais e dinheiro.


Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa.


Ira: raiva, ódio, rancor.


Soberba: falta de humildade.


Luxúria: apego aos prazeres carnais.


Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço.

As regras:

- Citar em que situações você se enquadra em cada um dos pecados capitais.


- Publicar suas respostas no blog.


- Passar para 8 blogs.


- Avisar e Linkar os blogs escolhidos.

A confissão:

Gula: Sou gulosa, como com gosto e ainda lambo os dedos... rsrs


Avareza: Não sou apegada a dinheiro de modo algum, não tenho dó, é feito para gastar e não para acumular. (Eu sei que preciso pensar no futuro, mas ninguém precisa ser um tio Patinhas rsrs). Agora, tenho ciúme demais dos meus livros! A ponto de não permitir uma estante na sala para ninguém ficar vendo e pedindo emprestado... rsrs


Inveja: Não sei o que é ter inveja, embora seja natural desejarmos o que achamos bom e bonito, mas sempre vi as coisas dos outros como dos outros. Costumo inventar o que eu quero para mim, gosto de ser original rsrs


Ira: Já senti raiva e guardei certas mágoas durante algum tempo, mas superei. Nesta altura da vida só quero me apegar ao que me faz bem.


Soberba: Pode não ser muito humilde dizer, mas eu sou humilde :)


Luxúria: pecados da carne, hum... sem moderação! mas com quem a gente ama não chega a ser pecado, não é? rsrs


Preguiça: Eu só tenho preguiça para fazer o que não gosto. Não gosto de passar roupa, logo, compro roupas que não precisam passar... e morro de preguiça mental para fazer cálculos de cabeça! sou apaixonada por uma calculadora rsrsrs

O convite:

Repasso para meus amigos Marcos Miorini, Arnaldo Norton, Jhon Abreu, Vilemar Costa, Bibi, Simone Góes, Annabel, Sérgio Franck. Não é obrigatório responder ao convite, mas eu já estou curiosa para ler as respostas rsrsr

Beijinhos a todos @}--

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/02/selo-blog-aprovado-os-7-pecados.html

Prêmio Dardos II - 01Fev2009 13:52:00






Recebi do meu querido colega e amigo, Marcos Miorinni do Blog PorEntreLetras, o selo "Prêmio Dardos":






"o Prémio Dardos reconhece o valor que cada blogueiro emprega ao
transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. que em suma
demonstram a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece
intacto entre as suas letras, entre as suas palavras. Esses selos foram criados
com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de
demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à web.



Quem recebe o Prémio Dardos e o aceita deve:



- Escolher outros blogs a quem entregar o Prémio Dardos;



- Linkar o blog pelo qual recebeu;



- Exibir a distinta imagem."





Assim como meu caro amigo, aqui segue a lista dos 15 escolhidos:






  1. Academia dos Poetas Paraenses


  2. Astro Sideral


  3. Conversas Inúteis


  4. Cores em Tons de Cinza


  5. Crónicas da Peste


  6. Bar do Ossian


  7. Passos da Poesia


  8. Cultura Nordestina


  9. Goth Land & Lucifer's Kingdom


  10. Nostalgia Musical


  11. A Vida das Palavras


  12. Veneza de Brasileros


  13. Blog do Poeta do Seridó Ednaldo Luiz


  14. Sons de Sonetos


  15. Da Natureza dos Sonhos


Obrigada, Marcos!


E flores a todos @}--




Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/02/premio-dardos-ii.html

A praia - 30Jan2009 20:24:00


Cidade quente e uma nuvem ou outra molha as folhas das árvores

Com suaves respingos que não chegam a ser chuva

A brisa do mar chega já esmorecida, quase imperceptível

As almas em ebulição, perdidas

Rastros de luta interna sob as sombras das árvores

Fortes vagas arrastam o corpo morto, pesadelo

Enquanto crustáceos devoram as sobras de sonhos na areia

A tarde está nublada e ameaça chover contradições

Amores que a tempestade de ontem despedaçou

E as palavras são folhas pisadas no chão

O vento numa carícia maliciosa revela o corpo sob o vestido

Árvore que não dá frutos, não alimenta, desatenta e desalenta

Mãos-raízes cravadas no chão num desejo

De deixar a vida escorrer para desaguar no mar

Gotas de suor na testa

A ventania levou a esperança para outro lugar

A praia ficou vazia de amor e de medo

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/01/praia.html

Chove em Belém - 24Jan2009 00:14:00





Chove

Chove em Belém

Night and day

Há sempre uma nuvem carregada

Deixando o céu cinzento



A atmosfera perfeita

Para um romance

Amor ensopado

Ouvindo Ella

Entre trovoadas

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/01/chove-em-belm.html

I Coletânea Scriptus - 22Jan2009 13:58:00

Prévia do lançamento da I Coletânea Scriptus: a biografia dos autores participantes. Vale a pena conhecer esses novos talentos literários!

Biografia Coletânea Scriptus -

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/01/i-coletnea-scriptus.html

Blog Dorado - 10Jan2009 12:01:00



Para minha alegria, antes mesmo de embarcar, entre os meus e-mails estava este gracioso selo outorgado por Achernar Vindemiatrix do blogue AstroSideral. Minha primeira postagem do ano será a eleição de mais 15 blogues merecedores deste belo Selo, que nas palavras castellanas de Achernar "se concede a aquellos blogs en cuyas páginas hayaos encontrado algo positivo, útil, beneficioso". Seguindo as regras anteriores, os eleitos devem usar a imagem do selo em seus blogues e indicar mais 15 blogues com respectivos links. A escolha é difícil, mas como tem que ser apenas 15, aqui está minha lista:

Gracias, Achernar!

Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2009/01/blog-dourado.html

A praça - 20Dez2008 19:22:00





O sol da tarde ainda castigava a Praça do Ferreira e alimentava a agitação dos passantes. O entra-e-sai incessante nas lojas, a cantoria dos camelôs e a correria dos consumidores fazia o dia transcorrer rapidamente sob o olhar sonolento dos que passavam o dia inteiro sentados nos bancos da praça, observando. Este grupo de amigos chamavam a praça de escritório e se denominavam poetas.

Mas este dia não foi como os outros, com a agitação costumeira. Depois de uma tarde de conversas e versos improvisados, um baque surdo calou a tarde. Um dos poetas, que circulava entre as pessoas, tombou, morto no meio da praça. Imediatamente, um círculo se formou ao redor do corpo.

- Um poeta morreu! Um poeta morreu! Um verso atravessou-lhe o coração.

Com a chegada da ambulância, os curiosos deram espaço para que o poeta fosse removido e logo a cortina estrelada da noite desceu sobre a cidade. As fachadas das lojas e do cinema iluminaram-se. A vida era a mesma, a praça era a mesma, tudo continuou como se nada tivesse acontecido.


***


Pequena homenagem aos poetas anônimos da Praça do Ferreira, Fortaleza.



Fonte: http://versosbarbaros.blogspot.com/2008/12/praa.html

Autora

Foto-A3085_1.jpg

Adriana Costa

Brasília - Brasil

32 anos

Copyright

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Painel controlo

  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Últimas Galeria